Secretaria de Saúde de São Gabriel do Oeste inicia Campanha de Vacinação antirrábica

Animais da área urbana poderão ser imunizados no dia D da campanha, que acontecerá no dia 31 de outubro.

14/10/2020 às 16:32 | do Idest, JWC

A Secretaria de Saúde de São Gabriel do Oeste inicia nesta semana a campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos. O cronograma de vacinações inicia pelos assentamentos Itaqui e Patativa do Assaré a partir desta quarta-feira (14) até a sexta-feira (16), a data é a primeira do esquema de quatro etapas da Campanha Antirrábica.

Em seguida, no período de 19 a 21 de outubro, será a vez do assentamento Campanário. Já no dia 28 de outubro a campanha acontecerá no Distrito do Areado. Segundo informações da Secretaria de Saúde, nesses locais a vacinação será de casa a casa.

Animais da área urbana poderão ser imunizados no dia D da campanha, que acontecerá no dia 31 de outubro, das 08 às 17 horas. Na data, serão montados postos de vacinação nas seguintes Estratégias de Saúde da Família (ESFs): I (Jardim Gramado); II (Milane); IV (Conjunto Fênix); V (Correio); VI (Redondo); VIII (Jardim Gramado); IX (Conjunto Fênix); X (Primo Maffissoni) e Escola Enio Carlos Bortolini. Os donos dos animais devem ir até o local usando máscaras.

De acordo com o coordenador de zoonoses do município, Cassiano Simões, a meta de toda campanha é imunizar aproximadamente cinco mil animais entre cães e gatos. 

A doença

A raiva é uma doença infecciosa viral aguda que acomete mamíferos, inclusive o homem, e se caracteriza como uma encefalite progressiva e aguda com letalidade de aproximadamente 100%. O vírus é transmitido do animal para o homem principalmente através de mordida. Cães e gatos são os principais veículos de transmissão.

Em caso de suspeita da doença, é importante deixar o animal em observação durante dez dias, em local seguro, para que ele não fuja nem ataque pessoas ou outros animais. Água e comida devem ser administradas normalmente.

Principais sinais clínicos da raiva

  • Agressividade: quando os animais, principalmente os cachorros, começam a morder indistintamente pessoas, objetos e outros animais
  • Tristeza: os animais começam a procurar locais escuros
  • Latido diferente do normal
  • Boca aberta e salivação constante
  • Dificuldade para engolir e recusa de alimentos e água
  • Distúrbios de coordenação motora
  • Convulsões
  • Paralisia das patas traseiras, como se o animal estivesse descadeirado

Mais informações podem ser obtidas na Secretaria Municipal de Saúde 3295.2456.

Carregando comentários...
Notícias
Saúde