Governo federal vai repassar R$ 3,8 milhões para MS combater incêndios no Pantanal

Rogério Marinho esteve em Campo Grande com o governador Reinaldo Azambuja.

15/09/2020 às 16:31 | G1MS

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, se reuniu nesta terça-feira (15) em Campo Grande, com o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja e anunciou a liberação de R$ 3,8 milhões para ações de combate aos incêndios que atingem o estado, principalmente na região do Pantanal.

"Esse recurso vai ser utilizado preferencialmente em horas de voo, compra de combustível , e equipamentos que vão proporciar aos brigadistas condições para controlar o incêndio no Pantanal [...] o recurso neste momento de calamidade permite agilidade nesse processo, permite que o Governo do Estado imediatamente vá ao mercado comprar os equipamentos e adquirir os bens e serviços, contratar as pessoas e enfrentar o problema", afirmou o ministro.

A visita ocorre um dia após o Governo Federal reconhecer situação de emergência em Mato Grosso do Sul em razão das queimadas.

O governador Azambuja disse que Mato Grosso do Sul sofre a maior seca dos últimos 50 anos e que está recebendo apoio de outros estados. "Estamos recebendo 34 bombeiros do Paraná, estão vindo bombeiros de Santa Catarina, existe uma teia de solidariedade de bombeiros do Brasil entendendo esse momento em Mato Grosso do Sul, então é uma ação conjunta" , comentou o governador. 

Segundo o Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Ibama, em 2020, a estimativa é que área queimada em Mato Grosso do Sul chegue a 1,45 milhão de hectares.

A situação de emergência já havia sido decretada pelo próprio governo estadual nesta segunda. O secretário nacional da Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves, está em Campo Grande desde domingo (13) e participou da assinatura do decreto estadual

Em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta terça-feira, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, admitiu que a situação das queimadas tornou uma proporção "gigantesca" e que o prejuízo é grande.

O decreto estadual 

O decreto estadual, assinado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB), destaca que todos os municípios do estado foram atingidos por uma grave estiagem – o que, somado a outros fatores, contribui para a ocorrência dos incêndios florestais e urbanos. O texto declarou situação de emergência em todos os 79 municípios do estado.

A situação de emergência no estado tem validade de 90 dias e autoriza a mobilização de órgãos estaduais, a atuação de voluntários, a entrada em propriedades particulares para a prestação de socorro ou para a evacuação e ainda a realização de aquisições de produtos e serviços sem licitação.

Carregando comentários...
Notícias
Variedade